Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


HÁ DIAS MUITO FELIZES (DIA 8 DA MARATONA)

por The Cat Runner, em 25.01.18

IMG20180124214843836EasyResizecom.jpg

 

(Foto by Sérgio Furtado )

 

Se isto der em livro já vai em oito páginas, podia ser pior.

Se não der em livro, esta aventura que comecei a viver, há sempre o coração para guardar os momentos.

Os momentos são construídos por pessoas, do nada, por isso momentos.

As minhas corridas e o que nelas vivo permitem-me continuar a acreditar no homem-bom, nas pessoas de bem, na humanidade, nos olhares.
Tenho vivido, nestes últimos anos, experiências brutais e marcantes, tenho conhecido pessoas inigualáveis e apaixonantes, a corrida, meu amor, a corrida.

Quando decidi correr a minha primeira maratona fi-lo cheio de incertezas, desde logo se conseguia recuperar as lesões que me têm feito viver um pesadelo, depois encontrar a pessoa certa para me preparar, as pessoas certas, pois as valências de uma aventura como esta são várias.

De seguida a escolha da prova, a pesquisa dos voos, alojamento, a pré-preparação, se assim posso chamar, e as inscrições, porque a prova tinha que tem que calhar no mês de Setembro, por causa da planificação.

São nove meses focado ao máximo, a re-construir-me, a edificar o corpo e a mente, para chegar lá bem e de lá sair feliz.

Todas estas incertezas não foram suficientes para me fazer recuar, porque uma coisa eu sei; o bom de uma coisa como esta supera qualquer ponto de interrogação.

Eis que tive essa prova.

Tive a prova e se dúvidas tivesse elas morreram ali mesmo.

Ontem conheci a Petra.

A Petra não é uma mulher qualquer.

A Petra já fez, em poucas horas, com que tudo isto tivesse afinal o significado que eu achava que ia ter, atalhou caminho.

A Petra é amiga do Rui. O Rui é meu amigo, e agora a Petra também é minha amiga, por causa do Rui.

O Rui atendeu ao meu pedido, para me ajudar a encontrar duas inscrições para a maratona de Berlim.

É aquela que eu quero fazer, só irei a Oslo se não conseguir e só irei ao Porto se não conseguir ir a berlim ou a Oslo.

O Rui, sempre disponivel para os amigos, falou, desde Angola com a amiga, que dirige o hotel do Guincho (depois de ter sido directora do Vila Joya), porque a Petra é alemã, com óbvios contactos em Berlim.

Aproveito para sublinhar uma indiganção minha, o Rui Dias já trabalhou com nomes enormes do cinema, é editor de vídeo de qualidade mundial, mas tem que estar em Angola, porque Portugal ainda não lhe deu aquilo que ele merece, um dia Rui, em breve, tenho a certeza, tenho mesmo.

Voltemos à Petra, a minha nova amiga.

Nada disso,

aquela imagem de austeridade e frieza alemãs não encaixam nela, a Petra fala português fluente, sorri imenso, tem um sentido de humor latino, mas tem um coração muito maior que o meu.

Nunca estivemos juntos, iremos estar, mas sei que sorri muito, vi nas mensagens que me escreveu, nos emails, na voz da Petra.

Falámos ao telefone, traduziu-me emails, para a organização da prova, tem-me ajudado, como ninguém, recordo: é directora de um dos melhores hóteis do país, isso, só isso revela o seu coração.

Para Berlim, acredito que consigamos as inscrições, vai o Francisco e a família, a dele e a minha, mas temos mais dois acompanhantes, o Rui e a Petra, diz ela que vão apoiar, acredito que vão.

 Mas, digo eu, que estou sem palavras, nem que vá ao pé coxinho, mas estas pessoas, estes meus enormes amigos merecem muito mais do que ver-me cortar aquela meta, merecem que eu faça a maratona por eles.

Merecem que eu passe nove meses a privar-me de coisas, a trabalhar imenso e rigidamente, para acabar com o sorriso que eles merecem. E vão tê-lo, garanto.

É que, quando eu conseguir fazer isso vou abraçá-los, a todos, se me deixarem, porque vou acabar todo transpirado. Faz parte. Eu sei que vão deixar, já corri muitos quilómetros nesta vida, e na outra.

Se soubesse, mas não sei, e não vou ao Google voltava a dizer obrigado, Petra, em alemão, mas isso era desvirtuar os nossos sorrisos.

Vai, pela centésima vez, em português: obrigado, Petra, obrigado, Rui, é tão bom ter a vossa amizade.

É a medalha que desejo para sempre, muito mais do que a da maratona !

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Imagem de perfil

De Ana a 25.01.2018 às 11:27

Tudo isso só motiva. Muito bom.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.01.2018 às 12:23

A maratona, a medalha, a prova, a superação de ti mesmo é o que de melhor podes dar a todos nós. Gradualmente engrossa a legião que te segue. Continuamos o caminho contigo.
Imagem de perfil

De The Cat Runner a 31.01.2018 às 21:26

Obrigado, pelo apoio, vocês estão é a meter-me uma enorme resonsabilidade em cima dos ombros :)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D