Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




por The Cat Runner, em 31.03.15

CORRO POR MIM E NÃO PARA TI

evora foto 2.JPGEstá frio. Não me apetece. É muito tarde. Não gosto de correr. Vou amanhã. Está muito calor. Ainda ontem corri. Não sei correr. Não gosto de correr sozinho. Está muito vento. Não aguento 5 minutos. Está a chover. É muito cedo. Não tenho tempo. Estou cansado. Não gosto de correr acompanhado...Vai correr e deixa de pensar no mais fácil. Vai correr e pensa. Pensa no antes e no depois. Pára e vê o pôr do Sol. Pensa e avalia. Corre acompanhado. Corre e ouve a tua música. Corre e toma decisões. Corre e chora. Corre e ri-te às gargalhadas. Corre e descobre o teu corpo. Corre e escolhe os caminhos da tua vida. Corre e ouve o mundo. Corre pela moda e não para ficar na moda. A moda que te faz viver hoje, muito provavelmente acrescenta-te alguns minutos de vida saudável no futuro. Corre, pára e vê o nascer do sol. Corre e pensa nos teus amigos. Corre e sorri. Corre e levanta a mão ao teu companheiro que vem em sentido contrário. Corre sozinho. Corre e regista o momento. Corre e deixa-te levar pela música. Corre e incentiva, com uma mão nas costas, o teu companheiro que está parado. Corre e pensa no amor. Corre, publica e empurra os teus amigos nas redes sociais. Corre, pára, respira fundo e sente o ar. Corre e pensa na vida. Corre e sente o teu corpo. Corre e pensa na tua família. Corre e canta. Corre porque é difícil. Corre para tornar tudo mais fácil. Corre de forma responsável. Corre.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:45


9 comentários

De Gaffe a 31.03.2015 às 17:44

Mas não te esqueças onde moras!
:)*

De The Cat Runner a 01.04.2015 às 01:30

O regresso também é sempre a correr.

De Anónimo a 31.03.2015 às 22:32

Ontem tive a oportunidade de conhecer um conceituado
jornalista de televisão, numa actividade diária em que muito aprendi.

No intervalo para almoço, fomos conversando um pouco mais
sobre vários assuntos e um deles foi a corrida…

“Porque corremos” foi, principalmente, o mote da conversa,
juntamente com o contar de algumas experiências pessoais neste âmbito.

O que é certo é que, no final do dia, fui correr e não
consegui deixar de pensar na conversa do almoço. Hoje, no final da tarde,
novamente a correr, veio de novo à mente o tema conversado no almoço de ontem…

Não me perguntem porquê… porque não sei.

O que sei é que, hoje, durante a corrida, foram surgindo
umas palavras encadeadas que aqui vos deixo…





Porque corro?



Corro porque gosto,

Corro porque vivo,

E fico mal disposto

Se correr eu não consigo!



Corro porque sim,

E corro porque não,

Corro a pensar em mim,

Corro apenas por paixão…



Corro p’ra espairecer

E libertar toda a fúria

Que junto por não poder

Lutar com tanta escória!



Corro porque me apetece

E também quando não quero,

Pois minha mente merece

Todo o empenho e esmero!



Sou daqueles que ainda tem

O corpo ligado à mente…

Por isso, sei muito bem

Como não ficar demente!



Uma das tácticas que uso

É precisamente a corrida

Para não ficar recluso

De uma mente perdida…



Corro porque preciso,

De uma mente funcional

Que vá conservando o juízo

No meio de tanto chacal…



Mas corro também pelo estômago

P’ra que não me dê problemas,

Nem me afecte o âmago

Dos meus demais sistemas!



Corro para que ascenda

Mais sangue para a mente

E me dê vontade tremenda

De continuar sempre em frente…



Não corro p’ra competir,

A não ser apenas comigo,

Para poder conseguir

Continuar a ver o umbigo!



E nestas corridas que faço,

Só e em estranha quietude,

Não sinto sequer o cansaço,

Sinto é mais juventude!



Penso em tudo a correr,

Numa mistura de imagens

Que me levam a poder ver

Autênticas miragens…



Consigo até vislumbrar,

Entre passada e passada,

Minha vida a desfilar,

Linda, doce e estouvada….



Mas vejo também, muito clara,

Uma imagem bem definida

Que afigura a minha cara

Guiando esta vida renhida…



É por isso que eu corro, também,

Para não perder o meu norte

Porque sei que correr me faz bem,

E me deixa a mente mais forte!



Quero que os anos surjam,

Que venham muitos, corridos…

P’ra que de mim sempre fujam

Os maus momentos vividos!



Corro constantemente,

Mesmo quando não ando a correr,

Pois nem a dormir, tão-somente,

Eu consigo aquietar o meu ser.



Mas é uma corrida bem calma,

Numa latência tranquila…

Que me regenera a alma

E os sonhos que surgem em fila…



Enfim, corro só por correr…

Para purgar mau pensar,

E para continuar a ter

Calma e força para lutar!



Corro, pois, para manter

Os sonhos, em mente activa,

Para intensamente viver

A minha vida emotiva!



Tenho dito!

Zombie

De The Cat Runner a 01.04.2015 às 01:36

Olá, duas coisas, três, vá.
1- Obrigado pelo comentário
2- Poesia em movimento
3- "Corro constantemente,Mesmo quando não ando a correr"
4- É bom saber que temos entre nós um zombie, poeta e runner, corredor.
E, de novo obrigado pelo seu comentário. O Alexandre - autor do texto - seguramente que também agradece.
(O Gato)

De Miguel Corticeiro Neves a 01.04.2015 às 07:29

Olá, bom dia:
Saíu...
Apenas saíu, como saem outras palavras encadeadas.
Estas, porque estão relacionadas com o "correr", partilhei-as aqui...
Obrigado!
Um abraço.

De The Cat Runner a 01.04.2015 às 14:12

Viva,
meu caro só agora percebi que almocei consigo anteontem. Não o imaginava "Zombie".
Um gosto, tê-lo aqui. Apareça mais vezes. É muito bem vindo.

(O Gato )

De Geisa Correia a 01.04.2015 às 21:37

Top top top!!!

De The Cat Runner a 01.04.2015 às 23:48

Olá,
vou mostrar os comentários ao Alexandre Évora. Pela parte do Gato, muito obrigado.

De Hugo Forte a 01.04.2015 às 22:07

Corre, ponto. Salta o parágrafo. Brilhante

Comentar post



Uma cena sobre corrida em geral e running em particular e também sobre a vida que passa a correr. Aqui corre-se. Aqui só não se escreve a correr. Este não era um blog sobre gatos. A culpa é da Alice.

Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2019
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2018
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ
  27. 2017
  28. JAN
  29. FEV
  30. MAR
  31. ABR
  32. MAI
  33. JUN
  34. JUL
  35. AGO
  36. SET
  37. OUT
  38. NOV
  39. DEZ
  40. 2016
  41. JAN
  42. FEV
  43. MAR
  44. ABR
  45. MAI
  46. JUN
  47. JUL
  48. AGO
  49. SET
  50. OUT
  51. NOV
  52. DEZ
  53. 2015
  54. JAN
  55. FEV
  56. MAR
  57. ABR
  58. MAI
  59. JUN
  60. JUL
  61. AGO
  62. SET
  63. OUT
  64. NOV
  65. DEZ
  66. 2014
  67. JAN
  68. FEV
  69. MAR
  70. ABR
  71. MAI
  72. JUN
  73. JUL
  74. AGO
  75. SET
  76. OUT
  77. NOV
  78. DEZ
  79. 2013
  80. JAN
  81. FEV
  82. MAR
  83. ABR
  84. MAI
  85. JUN
  86. JUL
  87. AGO
  88. SET
  89. OUT
  90. NOV
  91. DEZ