Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Cat Run

Uma cena sobre corrida em geral e running em particular e também sobre a vida que passa a correr. Aqui corre-se. Aqui só não se escreve a correr. Este não era um blog sobre gatos. A culpa é da Alice.

The Cat Run

Uma cena sobre corrida em geral e running em particular e também sobre a vida que passa a correr. Aqui corre-se. Aqui só não se escreve a correr. Este não era um blog sobre gatos. A culpa é da Alice.

27.03.15

CORRER É MODA - EXIBICIONISTAS É O QUE É


The Cat Runner

3.JPG

 

Correr é moda. Correr é uma moda. Correr é para quem quer aparecer. Correr serve para tirar fotos e meter nas redes sociais. Para ser visto. Qualquer dia é outra coisa.

E, não é que é totalmente verdade!

Quantas vezes já não ouvimos (os que correm) este tipo de frases, com sotaque trocista e algum acento tónico na ironia?

E continua a correr, o tipo que é como os gatos, o gato,  porque tem várias vidas, porque é vários tipos, todos diferentes.

Quanto aos gatos não estou certo que as sete vidas sejam todas iguais.

- Ainda bem que é moda. Por ser moda despertou-me a curiosidade. Depois o apetite.

-Tens fome quando corres?

- Alguma, quando vejo as fotos das corridas dos outros.

- Fome?

- Esquece.

Ainda bem que é moda. Foi por causa da moda que comecei a correr e agora sou isto que vês na foto.

IMG_2540.JPG

 

- Também combinas os ténis com a cor da camisola, os calçoes com as meias'

- Combino o que quiser.

- Não enerva, vá.

- Nada.

Mas deixas-me continuar?

 Os caracteres estão a chegar ao limite, pode ser?

- Claro, desculpa.

- Vou tentar concluir se não me interromperes mais.

Comecei a correr por necessidade. Comecei a correr porque é moda e gosto mais desta moda do que da moda dos ginásios. Depois a coisa foi-se dando.

- E agora…

- Podes ouvir?

- Desculpa.

- Agora corro porque respiro, porque como, porque amo, porque trabalho, porque vivo, porque rio, porque choro, porque adoro o vento na cara, a chuva nos olhos, o sol nos ombros, as pernas moídas.

Agora, corro porque sou outro tipo, o tal tipo diferente do outro tipo que referiste no início do penultimo post e no início deste.

- Corres porque estás viciado e qualquer dia arranjas outro passatempo?

- A tua vida é um passatempo, viver é um passatempo?

- Não, mas correr é. Bom, viver, se quiseres também é.

- Aí tens a resposta.

A minha vida passou ela toda a ser o meu passatempo e a corrida é parte da vida.

Não há como parar mais.

- Portanto, seguiste a moda, viciaste-te, percebeste o que de bem correr faz e estás um tipo diferente?

- Isso, diferente, melhor nem pior. Apenas corro.

E já não consigo viver sem correr.

 

Como o entendo, há tanto ainda para correr.

 

 

 

 

2 comentários

Comentar post