Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




por The Cat Runner, em 09.09.18

AS 50 SOMBRAS DE GAB ( DIA 50 DA MARATONA )

IMG20180709190019EasyResizecom.jpg

 

 

Hoje, não há cá textos emotivos.

Mas, não pense que, por causa deste título vai ler um texto altamente erótico.

Posso escrever um texto desses um dia, mas agora não.

Claro que posso, ia ser do caraças.

A seu tempo,

por agora, vou escrever uma carta aberta à minha amante.

A sério.

Tenho uma amante, chama-se corrida.

Daqui a poucos dias vamos ter a mais intensa experiência das nossas vidas, eu e ela.

Por isso, esta carta aberta,

 

IMG_20180909_225450-01.jpeg

(FOTO DA MINHA PRIMEIRA CORRIDA, HÁ 14 KGS ATRÁS )

 

 

Vila Franca de Xira, 09 de Setembro de 2018,

 

Querida corrida,

 

Sou uma das tuas vítimas.

Entraste na minha vida há cinco anos e meio e, nada mais foi como antes.

A nossa relação tem sido amor/ódio, como se costuma dizer, mas amor que ódio, a bem da verdade.

Tem sido assim, ao longo dos anos.

Já lá vai o tempo em que eu te trocava pelo sofá, ou pelas manhãs na cama, até tarde.

O ódio só entra nesta história quando eu dou por mim a perguntar-me: “porque é que te obrigas a passar por esta espécie de tortura?”.

Eu sei porquê, porque nada é mais forte que o amor, ok, as endorfinas são mais fortes que o amor. Adoro a sensação, não há prazer tão sublime, como aquele que me dás.

Com o passar do tempo foi crescendo em mim um profundo respeito por ti e a coisa deixou de ser, simplesmente, carnal.

Não concebo a minha vida sem ti, sem os nossos momentos mais íntimos.

IMG_20180909_115010-01.jpeg

 

Confesso-te que é preciso ter muita paciência para te aturar, ter que me vestir, acelerar o coração, as batidas cardíacas, quando nos envolvemos, ou apenas adormecer, extenuado, depois de muito transpirar, nos teus braços.

Mas isso é o menos.

A minha paciência é de santo, concluo, porque às vezes sinto falta de sair com os amigos, sinto falta de comer à bruta, à minha vontade ( embora saibas que se há coisa que não cuido em rigor é da alimentação).

Lembras-te daquela vez em que desisti, não consegui mais, nem com os comprimidos?

Um homem não é sempre de ferro, querida.

Tu bem querias, mas eu não consegui, até vomitei.

Faço sacrifícios por ti, agradeço que dês valor a isso, porque isto não é só termos prazer quando estamos juntos.

Até vídeos tu já me obrigaste a gravar, e fotos, fotos são centenas, e toda a gente vê, toda a gente nos vê, na nossa intimidade.

IMG_20180727_173656_1.jpg

 

Acho bem que tenhas consciência disso, agora que vamos partir para a nossa maior aventura. Eu e tu.

Às vezes tiras-me do sério, juro-te.

Não compro isto, ou aquilo e depois vou gastar dinheiro em sapatilhas - duram pouco, tens que ser mais cuidadosa -,porque as outras já não servem, porque são quilómetros e quilómetros.

Ainda por cima, tudo de marca, tudo caro.

São os suplementos, para as dores musculares, que já não caminho para novo, apesar da minha vitalidade, suplementos para o pré-acto, para o pós-acto, para dar energia, para isto, para aquilo.

És uma amante de manutenção cara, como quase todas as amantes.

Já para não falar nas massagens regulares, adoro as massagens, o creme a deslizar pelas minhas pernas, os banhos de gelo, para acalmar.

Tens noção do que é encher uma banheira com oito quilos de gelo e meteres-te lá dentro, por amor?

Não tens?

Eu digo-te, são quase oito euros, para cinco minutos de prazer, que é como quem diz!

IMG_20180827_002754.jpg

 

 

Meter-me na banheira, depois de um banho quente, é o que vou fazer agora, a seguir a terminar este texto, já em cima da meia noite, porque os amantes amam-se de noite, a qualquer hora.

Espero que tenhas a noção do que isto custa, e do prazer que dá.

Sorte a tua que nunca me magoei, ao longo destes anos, enquanto andamos enrolados um com o outro, sorte a tua e minha, mas mesmo que me tivesse acontecido alguma coisa desse género eu voltaria sempre para ti.

O prazer que me dás não tem preço.

E, ficas saber;

apesar das vezes que me senti mal disposto, apesar das vezes que recusei ir a jantares, fins de semana, almoços, apesar de acordar cedo, de não fazer aquilo que qualquer pessoa normal faz, só tenho a agradecer-te, agradecer tudo o que fizeste por mim.

IMG_20180909_100920-01.jpeg

 

Não há nada melhor que, quando chegamos ao final do acto ( não fumamos um cigarro, é certo, mas porra…), é uma felicidade que nos invade, somos felizes, os dois.

Felizes, como naqueles momentos em que me levaste, braço dado, encostados, para lugares que nunca sonhei, nem nunca pensei que existiam.

Contigo, já corri mais de oito - 8 - mil quilómetros, cum caraças...

Quando começámos a andar, nem dois quilómetros eu conseguia.

Agora, agora vou correr uma maratona, contigo.

Fazes-me sentir desejado, fazes-me sentir homem !

Fora da nossa intimidade - isso apaixona-me em ti - tens o condão de unir as pessoas, até os meus pais já foram a uma prova, e a minha mulher ( que tu conheces, apesar de seres a minha amante), até ela já me traiu contigo.

Fizeste-me conhecer amigos novos.

És a fuga que eu preciso para me sentir vivo. Estás sempre presente, quando preciso, todos os dias.

Ajudas-me a limpar a cabeça e a alma, ajudas-me a dar sentido à minha vida e a afastar de mim aqueles que me querem mal, há um ou dois, apenas.

Ajudas-me a ser feliz, quando estou triste.

Sem ti, nada disto fazia sentido.

Chego a fechar os olhos de prazer, quando estou contigo.

IMG_20180908_152143_598.jpg

( EM BERLIM VAMOS VESTIR DE GALA PORQUE MERECEMOS)

IMG_4114.jpg

( LEMBRAS-TE DA NOSSA PRIMEIRA VEZ A SÉRIO ? )

 

 

Não me deixes agora, agora que faltam tão poucos dias.

Prometo-te uma espécie de orgasmo cósmico, mental.

E, não precisas de me dizer;

Eu sei que vais dar cabo de mim, de prazer,no final!

Quem diria, afinal, no final, o título deste texto até foi bem sacado.

Há aqui qualquer coisa de intenso, nestas linhas.

Não são cinquenta sombras, são 250 dias de muita paixão, paixão intensa, dor, prazer, cumplicidade, nove meses, desde Janeiro, até domingo que vem.

Não são cinquenta sombras, são cinquenta textos, até hoje.

A nossa história merece ser mostrada ao mundo, num livro que vou escrever.

Só depois irei escrever um conto erótico, prometo.

Agora, vira-te para lá e vamos dormir, que amanhã de manhã temos que meter "a escrita em dia".

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:33


2 comentários

De Ana a 10.09.2018 às 11:41

Mais nada... Força. Vai com tudo.

De The Cat Runner a 11.09.2018 às 09:16

Vamos embora. Abraço

Comentar post



Uma cena sobre corrida em geral e running em particular e também sobre a vida que passa a correr. Aqui corre-se. Aqui só não se escreve a correr. Este não era um blog sobre gatos. A culpa é da Alice.

Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2019
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2018
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ
  27. 2017
  28. JAN
  29. FEV
  30. MAR
  31. ABR
  32. MAI
  33. JUN
  34. JUL
  35. AGO
  36. SET
  37. OUT
  38. NOV
  39. DEZ
  40. 2016
  41. JAN
  42. FEV
  43. MAR
  44. ABR
  45. MAI
  46. JUN
  47. JUL
  48. AGO
  49. SET
  50. OUT
  51. NOV
  52. DEZ
  53. 2015
  54. JAN
  55. FEV
  56. MAR
  57. ABR
  58. MAI
  59. JUN
  60. JUL
  61. AGO
  62. SET
  63. OUT
  64. NOV
  65. DEZ
  66. 2014
  67. JAN
  68. FEV
  69. MAR
  70. ABR
  71. MAI
  72. JUN
  73. JUL
  74. AGO
  75. SET
  76. OUT
  77. NOV
  78. DEZ
  79. 2013
  80. JAN
  81. FEV
  82. MAR
  83. ABR
  84. MAI
  85. JUN
  86. JUL
  87. AGO
  88. SET
  89. OUT
  90. NOV
  91. DEZ