Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


FullSizeRender.jpg

 

(Passeio Ribeirinho VFX - Ontem) 

 

Continua a minha (não) preparação para a meia maratona de domingo.

Hoje foi dia de dormir.

O chamado treino passivo. Dormi até ao meio dia.

Depois fui ganhar core, tinha que dar uma entrevista, na Escola Superior de Comunicação Social de Lisboa (passa terça, na RTP2).

O treino ia a meio e o meu dia também – estou em outra latitude e fuso horário -.

Voltei a casa, dormi a sesta e vim apresentar notícias, mas só quando o dia mudar.

Gosto do dia a mudar, gosto de mudar o dia, de entrar num dia e sair no outro, separados por uma hora e meia, o mesmo tempo que dura um treino de Muay Thai, menso meia hora e picos que demoro a correr a meia maratona.

Estou em contagem decrescente.

Esta sexta feira vou levantar o dorsal.

Domingo é dia da raça, de a mostrar, a minha raça, a que tenho aprendido a ter e fazer uso, mostrá-la só a mim.

Parece que não, mas eu faço isto por mim, para mim. Tudo o resto faz parte do “show”, assumidamente.

Vou levantar o dorsal, depois de mais um treino de Muay Thai, pela manhã.

É o tal cheiro fresco do Napalm.

Até domingo não corro mais.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:32

FURACÃO ADELINO

por The Cat, em 12.10.15

 

IMG_6071.JPG

 

Nem sei por onde começar.

Assim sendo, vou começar pelo Joaquim.

Joaquim é um furacão.

Há depois muitos outros furacões (os furacões têm nomes masculinos e os ciclones nomes femininos), e há o furacão Adelino - já que se trata de furacões com nomes portugueses -, mas sobre esse já lá vamos.

A minha preocupação é com o Joaquim, o furacão com nome tuga, que muitos quiseram reduzir à condição de uma reles tempestade.

Há coisas que não se fazem, nem às tempestades armadas aos furacões.

Nunca vi o Algarve assim nesta altura do ano.

Lado positivo: um Algarve diferente, com chuva, fresco, pouca gente, ondas grandes e sol, sim, o sol apareceu, mal viu o Joaquim pelas costas e a família dentro do carro,rumo a casa. Uma tempestade armada ao furacão.

Sacana do Joaquim.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:29

NÃO SEI SALTAR À CORDA

por The Cat, em 02.09.15

1.jpg

 

Ontem foi um dia diferente.

Ontem, o dia foi marcado por momentos que ficam registados no disco duro da memória.

Ainda ontem falámos da necessidade de manter alguma regularidade em relação aos textos publicados no blog, e como essa intenção é difícil de levar adiante.

Foi ao fim da tarde.

Ao fim de um dia marcado por momentos, um dia diferente.

Ainda ontem falámos das corridas, da forma como gostamos de correr, em que é que a corrida nos modificou, enquanto pessoas. Falámos sobre como a corrida condiciona os nossos dias e as nossas vidas e as vidas dos outros.

Falámos dos nossos amigos, dos conhecidos, dos familiares, das famílias.

Foi ao fim da tarde.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:01


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D