Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



PERDER PESO? CORRA OU EDITE TELEJORNAIS

por The Cat, em 22.09.16

6C59329A-93D9-4B24-BA4D-3EA7255A7BB7 (1).JPG

FOTO: TEH CAT RUN

 

 

Tem dias.

Dando como adquirido que a minha profissão é de desgaste rápido, umas vezes vou praticar exercício, outras não consigo. Todas as vezes preciso.

Quando termino uma corrida, normalmente, a minha boca está seca.

Uma hora, pouco mais, ou mais de duas horas, raramente, é quanto duram as minhas corridas. Faz sentido terminar seco, exausto, transpirado.

Estar fechado dentro de uma régie de televisão durante quatro horas seguidas produz efeitos ainda mais devastadores, para além dos que acontecem quando corro.

Fazer régie, edição, em televisão assemelha-se também a um treino de circulares, no Muay Thai, à medida que vais avançando começas a sentir uma força invisível que te suga toda a tua energia interior, em poucos minutos.

Terminas sem saber de que terra és.

Sempre que faço régie tenho estes sintomas desde o primeiro genérico até ao último.

Vou sentido a energia a ser-me sugada, ao compasso das horas que passam a uma velocidade estonteante, não deixando de ser quatro horas de tempo.

Ali, a decisão não é ao segundo, é ao nanosegundo.

Ali, as decisões são tomadas na mesma cadência que a de um ritmo de três minutos por quilómetro, em passadas rápidas.

Ali, ouvem-se imensas vozes, cada uma a solicitar uma resposta, que só pode ser dada à vez, o contrário é-me humanamente impossível.

Ali, ao segundo, a cada passada rápida, és obrigado a estabelecer as prioridades, quando tudo é prioritário.

Também na corrida geres o teu esforço, o teu ritmo, a tua concentração, as tuas prioridades, porque tens um objectivo.

A grande diferença é que ali, uma decisão errada acaba com tudo, e são tomadas largas dezenas de decisões, ali, na corrida podes errar, gastas mais tempo, ali, não podes gastar mais tempo que aquele que te dão.

Dão-te tempo para gerires.

Já alguma vez se imaginou a gerir o tempo?

Eu já.

Ali, e quando corro.

Garanto a tremenda responsabilidade que é gerir o tempo.

Até aos deuses do tempo, não me custa a acreditar.

Na corrida a decisão está tomada, é só uma, chegar ao fim.

Na régie a decisão está tomada, só depois se chega ao fim.

Por isso, todos os dias, quando saio do trabalho preciso de correr, de fazer exercício, do Muay Thai, corrida e Muay Thai, gostava de fazer ioga, mas já não tenho tempo.

Faço a gestão do tempo que me dão, mas não consigo gerir mais o meu.

Saio de lá sempre de rastos, com a boca literalmente seca, como disse, com a cabeça maior que um disco externo de 10 teras, com as pernas amassadas de estarem sentadas, com a pressão das artérias cheias de campaínhas e alarmes vermelhos, até os olhos...raiados.

Mas há dias, como o de hoje, que o tempo me sugou tanto, essa força invisível,embora mensurável,  que não tenho mais energia para me reconverter, reencontrar, correr, ou pensar.

Escrevo.

Plano B.

Sei perfeitamente que só consigo contrariar esse estado de pós-combate, encostado às cordas, se for mexer-me, expirar, libertar, eu, sozinho, até ficar tão mais cansado, que me permito agradecer-me e esquecer o cansaço que ali me levou. Chamam-lhe stress.

Alguém terá que se cuidar, porque eu reinvento-me, com truques que eu próprio invento, pois de outra maneira nunca conseguíria chegar ao fim e cortar a meta.

Passar o cartão pelo torniquete e levar com o fresco da noite pela cara é como cortar uma meta.

Estou a ver que tenho que começar a levar proteína, L-carnitina, bebidas isotónicas e se calhar umas barrinhas energéticas, para a régie.

E, porque não, partilhar a actividade num app, como faço com a corrida.

Ou então, nada disto e sou eu que estou a inventar.

Pelo sim pelo não, amanhã levo uma barrita energética, para a régie, e um shot de L-carnitina, pelo menos vou à confiança.

Pobres dos meus colegas...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:39


2 comentários

Sem imagem de perfil

De helena a 25.09.2016 às 09:52

Como tudo, há que equilibrar. Fazer desporto, ajuda a descomprimir, faz bem à mente e corpo. Não deve abandonar, porém em vez de fazer 2 horas, porque não faz menos?
Imagem de perfil

De The Cat a 27.09.2016 às 16:44

O texto explica porque não abandonei :)
Obrigado, pelo comentário.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D