Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



CORRO POR MIM E NÃO PARA TI

por The Cat, em 31.03.15

evora foto 2.JPGEstá frio. Não me apetece. É muito tarde. Não gosto de correr. Vou amanhã. Está muito calor. Ainda ontem corri. Não sei correr. Não gosto de correr sozinho. Está muito vento. Não aguento 5 minutos. Está a chover. É muito cedo. Não tenho tempo. Estou cansado. Não gosto de correr acompanhado...Vai correr e deixa de pensar no mais fácil. Vai correr e pensa. Pensa no antes e no depois. Pára e vê o pôr do Sol. Pensa e avalia. Corre acompanhado. Corre e ouve a tua música. Corre e toma decisões. Corre e chora. Corre e ri-te às gargalhadas. Corre e descobre o teu corpo. Corre e escolhe os caminhos da tua vida. Corre e ouve o mundo. Corre pela moda e não para ficar na moda. A moda que te faz viver hoje, muito provavelmente acrescenta-te alguns minutos de vida saudável no futuro. Corre, pára e vê o nascer do sol. Corre e pensa nos teus amigos. Corre e sorri. Corre e levanta a mão ao teu companheiro que vem em sentido contrário. Corre sozinho. Corre e regista o momento. Corre e deixa-te levar pela música. Corre e incentiva, com uma mão nas costas, o teu companheiro que está parado. Corre e pensa no amor. Corre, publica e empurra os teus amigos nas redes sociais. Corre, pára, respira fundo e sente o ar. Corre e pensa na vida. Corre e sente o teu corpo. Corre e pensa na tua família. Corre e canta. Corre porque é difícil. Corre para tornar tudo mais fácil. Corre de forma responsável. Corre.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:45


9 comentários

Imagem de perfil

De Gaffe a 31.03.2015 às 17:44

Mas não te esqueças onde moras!
:)*
Imagem de perfil

De The Cat a 01.04.2015 às 01:30

O regresso também é sempre a correr.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 31.03.2015 às 22:32

Ontem tive a oportunidade de conhecer um conceituado
jornalista de televisão, numa actividade diária em que muito aprendi.

No intervalo para almoço, fomos conversando um pouco mais
sobre vários assuntos e um deles foi a corrida…

“Porque corremos” foi, principalmente, o mote da conversa,
juntamente com o contar de algumas experiências pessoais neste âmbito.

O que é certo é que, no final do dia, fui correr e não
consegui deixar de pensar na conversa do almoço. Hoje, no final da tarde,
novamente a correr, veio de novo à mente o tema conversado no almoço de ontem…

Não me perguntem porquê… porque não sei.

O que sei é que, hoje, durante a corrida, foram surgindo
umas palavras encadeadas que aqui vos deixo…





Porque corro?



Corro porque gosto,

Corro porque vivo,

E fico mal disposto

Se correr eu não consigo!



Corro porque sim,

E corro porque não,

Corro a pensar em mim,

Corro apenas por paixão…



Corro p’ra espairecer

E libertar toda a fúria

Que junto por não poder

Lutar com tanta escória!



Corro porque me apetece

E também quando não quero,

Pois minha mente merece

Todo o empenho e esmero!



Sou daqueles que ainda tem

O corpo ligado à mente…

Por isso, sei muito bem

Como não ficar demente!



Uma das tácticas que uso

É precisamente a corrida

Para não ficar recluso

De uma mente perdida…



Corro porque preciso,

De uma mente funcional

Que vá conservando o juízo

No meio de tanto chacal…



Mas corro também pelo estômago

P’ra que não me dê problemas,

Nem me afecte o âmago

Dos meus demais sistemas!



Corro para que ascenda

Mais sangue para a mente

E me dê vontade tremenda

De continuar sempre em frente…



Não corro p’ra competir,

A não ser apenas comigo,

Para poder conseguir

Continuar a ver o umbigo!



E nestas corridas que faço,

Só e em estranha quietude,

Não sinto sequer o cansaço,

Sinto é mais juventude!



Penso em tudo a correr,

Numa mistura de imagens

Que me levam a poder ver

Autênticas miragens…



Consigo até vislumbrar,

Entre passada e passada,

Minha vida a desfilar,

Linda, doce e estouvada….



Mas vejo também, muito clara,

Uma imagem bem definida

Que afigura a minha cara

Guiando esta vida renhida…



É por isso que eu corro, também,

Para não perder o meu norte

Porque sei que correr me faz bem,

E me deixa a mente mais forte!



Quero que os anos surjam,

Que venham muitos, corridos…

P’ra que de mim sempre fujam

Os maus momentos vividos!



Corro constantemente,

Mesmo quando não ando a correr,

Pois nem a dormir, tão-somente,

Eu consigo aquietar o meu ser.



Mas é uma corrida bem calma,

Numa latência tranquila…

Que me regenera a alma

E os sonhos que surgem em fila…



Enfim, corro só por correr…

Para purgar mau pensar,

E para continuar a ter

Calma e força para lutar!



Corro, pois, para manter

Os sonhos, em mente activa,

Para intensamente viver

A minha vida emotiva!



Tenho dito!

Zombie
Imagem de perfil

De The Cat a 01.04.2015 às 01:36

Olá, duas coisas, três, vá.
1- Obrigado pelo comentário
2- Poesia em movimento
3- "Corro constantemente,Mesmo quando não ando a correr"
4- É bom saber que temos entre nós um zombie, poeta e runner, corredor.
E, de novo obrigado pelo seu comentário. O Alexandre - autor do texto - seguramente que também agradece.
(O Gato)
Sem imagem de perfil

De Miguel Corticeiro Neves a 01.04.2015 às 07:29

Olá, bom dia:
Saíu...
Apenas saíu, como saem outras palavras encadeadas.
Estas, porque estão relacionadas com o "correr", partilhei-as aqui...
Obrigado!
Um abraço.
Imagem de perfil

De The Cat a 01.04.2015 às 14:12

Viva,
meu caro só agora percebi que almocei consigo anteontem. Não o imaginava "Zombie".
Um gosto, tê-lo aqui. Apareça mais vezes. É muito bem vindo.

(O Gato )
Sem imagem de perfil

De Geisa Correia a 01.04.2015 às 21:37

Top top top!!!
Imagem de perfil

De The Cat a 01.04.2015 às 23:48

Olá,
vou mostrar os comentários ao Alexandre Évora. Pela parte do Gato, muito obrigado.
Sem imagem de perfil

De Hugo Forte a 01.04.2015 às 22:07

Corre, ponto. Salta o parágrafo. Brilhante

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D